Whatsapp

 

Odor CMS - uma imagem grande


ALUNOS APROVADOS

HOMENAGEM A ALGUNS ALUNOS QUE JÁ PASSARAM POR AQUI!

Alberto Viana concursado pelo IFRO e a sua trufa da aprovação

Mesmo com uma certa pressão de pessoas próximas, afirmando que Alberto estaria perdendo tempo estudando, incentivando-o a conseguir um trabalho de forma imediata, Alberto não se deixou levar e focou nos seus estudos. Após mais de 10 anos sem estudar para concursos, partiu para o seu primeiro desafio que foi o concurso para a Polícia Federal. O resultado não foi satisfatório devido à sua falta de preparo. Diante de tal situação resolveu procurar o Excelência Concursos pela tradição em aprovação e também por saber quem eram os professores.

A trufa da aprovação
Empreendedor, filho de comerciantes (Seu Antônio e Dona Raimunda) e graduado em administração, Alberto encontrou um meio de complementar sua renda enquanto estudava no Excelência, ouviu a dica de sua mãe par a vender trufas no local. Tomava cuidado com o produto, sua apresentação e conservação: as trufas ficavam em uma bolsa térmica com outra bolsa de gelo dentro para que fossem vendidas bem geladas. Surgiu assim a trufa da aprovação: você comeu, você passa!

Trajetória até a aprovação
Ciente de que na maioria das vezes a aprovação vem de médio a longo prazo, Alberto seguiu focado em seus estudos e seguiu fazendo alguns concursos que saiam. Seus resultados foram melhorando concurso após concurso. Foi aprovado nos concursos DPE, TJ, INSS, TRT e Eletrobras o que o fazia ter a certeza de que uma hora iria conseguir entrar no número de vagas, estava sempre avançando a “fila”. Após dois anos de estudos e vários concursos, foi aprovado para professor no IFRO, cargo que ocupa há cerca de dois anos.

Hoje Alberto é professor na área de administração do Instituto Federal de Rondônia, onde após um ano de trabalho já foi aprovado para fazer seu mestrado em Portugal.

Alberto Bruno Viana é protagonista de mais uma história de sucesso, onde o Excelência Concursos tem a honra de fazer parte dessa trajetória.

Confira o bate-papo

 
 

Vanildo Peixoto, 12º lugar no TJ-RO/2015

    Conversamos com Vanildo Peixoto, ex-aluno excelência do ano de 2015, onde se preparou para o concurso do TJ-RO. Foram mais de 22 mil inscritos para 70 vagas, onde Vanildo ficou em 12º. Ele nos contou como foi sua experiência, rotina de estudos, expectativas e ainda deu algumas dicas para quem sonha em passar em concursos públicos, confira.

Excelência: Como estava sua vida quando soube do concurso e resolveu se preparar?

    Vanildo: Em 2010, tomei posse no cargo de professor de línguas Inglesa e Portuguesa nos ensinos fundamental e médio da rede pública estadual; e em 2015, ainda exercia essa função. Nesse ano, assim que voltei de férias, decidi procurar por algo que me pagasse igual ou melhor que a função de docente e estabeleci uma meta: em no máximo 2 anos estaria fora de sala de aula. Não me importava o que. O alvo era sair de sala de aula, deixar de lecionar. Nem sonhava com o TJRO. Objetivo e meta estabelecidos, aí veio o planejamento. Como eu nunca tinha estudo sistematicamente para concurso, era crucial que me matriculasse num curso preparatório para ter uma ideia do que e como estudar e onde obter informações e apoio. Guardo minhas primeiras anotações até hoje. 

Excluí do celular Instagram, Facebook e mantive apenas o grupo da família no Whatsapp. Foco total! Assim que o conteúdo era disponibilizado no site do Excelência, eu lia e tentava resolver as questões.  Lia a lei seca e corria para um site com resolução de questões para treinar, revisar e consolidar o conhecimento. Excelência era mais para tirar dúvidas e consolidar a matéria.

Excelência: O que mais te motivou a largar a sala de aula: Salário, horários...?

    Salário também, mas o principal era o estresse com o trabalho mesmo e a falta de perspectiva de alcançar resultados satisfatórios para os meus padrões.  Eu sei, não depende só de mim, mas como não gosto de trabalhar e não ver resultado, então decidi sair. 

Em outras palavras: falta de perspectivas de obter bons resultados com o meu trabalho e vontade de ganhar MAIS.


Texto e bloco de imagem Odoo

Excelência: Podemos notar que você se dedicou muito para o concurso, por conta disso, você sentiu muita pressão ou se cobrou muito?

    Me dediquei muito, sim.  Mas quando me estabeleço um objetivo, eu vou até o fim. Consigo ser disciplinado quando quero. Um amigo me disse que sou "obstinado"; prefiro dizer que sou determinado. Não me senti pressionado por nada e nem por ninguém. Eu sabia o que queria e o que tinha que fazer para conseguir. Então nada se punha entre mim e meu objetivo: festa, viagem, namoro, internet, malhação..., mas me alimentava bem, dormia o necessário (nunca adentrei a madrugada por causa de estudos, dormir bem e comer corretamente são essências para mim). 

Me dediquei em ler tudo sobre cada tema do edital: lei seca, primeiramente e depois as apostilas.  Com a teoria na cabeça, partia para a prática. Respondia em média 1000 questões por mês em sites.  Ainda tinha as atividades do Excelência!

Imagem e bloco de texto Odoo

Excelência: Você pretende fazer algum outro concurso?

Pretendia, mas desisti. O que ganho dá para viver de forma satisfatória.  Nunca pretendi ser rico.

 

Excelência: Que recado você daria para quem sonha com a aprovação?

Para quem tem como objetivo ser aprovado, eu diria: você é a única pessoa que pode impedir você de ser aprovado. A não ser que alguém te impeça de executar seu plano.

Falando mais sério agora: 

Você que tem como objetivo ser aprovado em um concurso deve responder às seguintes perguntas:

1- O que eu realmente quero?

2 - O que eu preciso saber/aprender para alcançar meu intento?

3 - O que preciso fazer para obter esse conhecimento?

4 - Quanto tempo me é necessário para obter esse conhecimento? 

5 - Tenho todo esse tempo?

Com base nas respostas a essas perguntas, você estabelece sua meta, que é o tempo que você vai se dar para alcançar seu objetivo.

Quando você engatar a 1ª marcha, você deve manter o foco total. Só assuma compromisso se for inadiável. Na minha opinião, concurseiro se diverte resolvendo questões, esse deve ser o jogo mais eletrizante nessa "profissão". Depois de o objetivo alcançado, você terá tempo e dinheiro para se divertir de todas as formas que você quiser. Já mencionei, não custa nada repetir: rede social só se for relacionada ao concurso/aula. Suma dos grupos de Whatsapp.    Leia muito, pois lhe será útil nas questões de português. E por fim, resolva o máximo de questões de concurso possível.

Conheça a história do Zildo, ex-aluno Excelência aprovado no TJ-RO

Imagem e bloco de texto Odoo

Zildo Monteiro, hoje com 21 anos, foi estudante do Excelência Concursos no ano de 2015 quando tinha apenas 17 anos. Começou a estudar alguns meses antes de entrar para o Time Excelência sempre incentivado pela mãe, zeladora concursada, a fazer concursos. Assim que terminou o ensino médio, Zildo já iniciou seus estudos na faculdade e em paralelo começou seus estudos para concursos públicos. Quando soube que sairia o edital para o concurso do Tribunal de Justiça de Rondônia já procurou o Excelência para se preparar. Em meio a isso tudo, também teve a grata notícia de que seria pai. Sua até então namorada, hoje esposa, lhe apresentou nesse momento mais um motivo para se esforçar e se dedicar aos estudos: a paternidade.

         Quando Zildo soube que sairia o edital para o TJ, procurou o Excelência por indicação de ex-alunos. Naquele momento, iniciou seus estudos com as matérias básicas para concursos até que saísse o edital. Após sua publicação, a grade de estudos do Excelência mudou, incluindo aulas aos fins de semana para que nenhum aluno fosse prejudicado. Com a reformulação do conteúdo após a publicação do edital, todos os alunos puderam centralizar seus estudos da melhor forma para a prova.

“Uma coisa que eu gostei bastante quando estava aqui (no Excelência) é que assim que saiu o edital, teve toda uma reformulação no cursinho” afirma Zildo.

Zildo conta que sua rotina de estudos foi definida baseada na agenda da instituição, ele utilizava o cronograma de aulas do Excelência para programar seus estudos, sempre estudando o conteúdo que seria abordado com um dia de antecedência, podendo utilizar as aulas para fazer exercícios e tirar dúvidas com os professores. Dessa maneira, estava sempre adiantado nos estudos.

O concurso para o qual Zildo fez a prova tinha validade de dois anos, podendo ser prorrogado por mais dois anos e contava com menos de 100 vagas. Sua colocação foi a de número 167. Até o momento da publicação desta matéria foram divulgados 54 atos de nomeação para este concurso realizado no ano de 2015. O que aconteceu com Zildo é algo muito comum de acontecer nos concursos: é determinado um número muitas vezes baixo de vagas para os cargos e quem for aprovado no concurso fica como cadastro de reservas, podendo ser chamado posteriormente, como aconteceu no caso do nosso entrevistado.

    Essa história de sucesso nos traz duas coisas importantes para quem quer passar em um concurso público:
1 – Devemos nos preparar antes, sempre iniciar os estudos com antecedência, não podemos esperar sair o edital para iniciarmos nossos estudos. Quem inicia seus estudos antes está sempre um passo à frente de quem inicia quando sai o edital, dois passos à frente de quem se matricula apenas quando é publicado e quatro passos à frente de quem não estuda. Recomendamos sempre aos alunos que se mantenham atualizados estudando as matérias comuns dos concursos, como português, matemática, informática, para isso temos o Curso Básico para Concursos.

2 – Quando o edital é publicado com o número de vagas que muitas vezes é baixo e acaba desanimando muitos, não devemos nos cobrar e colocar tanta pressão em nós mesmos, é extremamente comum um número muito maior de pessoas serem chamados para tomar posse. Você sempre terá chance enquanto o concurso estiver em sua validade, basta ser aprovado e não necessariamente ficar em uma colocação dentro do número de vagas. A história do Zildo é um exemplo, no seu edital constavam menos de 100 vagas, sua colocação foi a de número 167, quatro anos após a prova veio a sua nomeação e possivelmente outros do mesmo concurso também serão chamados.

Fique de olho em nosso site e redes sociais, temos muitas histórias de sucesso como a do Zildo e vamos sempre trazer.

Instagram 

Facebook

Excelência Concursos. Aqui se faz, aqui se passa!

Texto e bloco de imagem Odoo

Confira o bate-papo

 
 

Conheça mais essa história de Sucesso

Brunos Martins, ex-aluno do Excelência, aprovado para Auditor de Controle Interno CGE-RO

#Aquisefazaquisepassa

 
 

Bruno, quantos concursos você chegou a fazer antes de passar na CGE RO?


Eu não me lembro ao certo mas, com certeza, foi mais de 15 vezes que já tinha tentado.


Qual era a sua maior dificuldade?


Com certeza foi a procrastinação. A gente sabe que tem que estudar, sabe que esse é o caminho mas sempre deixa para depois. O problema de tempo também atrapalha mas acredito que é o mesmo problema de todos.


Como era a sua rotina de estudos?


Colocava primeiro as matérias no cronograma que tinha menos contato e selecionava no cronograma uma distribuição que pudesse estudar juntas de 5 a 6 matérias. Fazia bastante exercícios também para ver se estava aprendendo. Revisava as vídeo-aulas e acredita que deve ter muita disciplina e abdicar de muita coisa pessoal para dar certo


O Excelência ajudou você de que forma?


Os professores são muito capacitados e ajudaram bastante na assimilação dos conteúdos. A gente estudando em casa algumas coisas não se consegue entender e indo para o cursinho tudo fica bem claro. Os colaboradores também sempre foram muito prestativos

Acredito também que os aulões que tiveram aos finais de semana também ajudaram muito. Hoje sou  colega de trabalho de dois dos seus professores da instituição.


Quais os concursos que você foi aprovado?


Na DPE-RO, na PGE-RO mas escolheu por questões pessoais assumir na CGE-RO. Que é importante quando a pessoa não assumir um cargo em algum concurso, fazer uma carta de desistência para não atrapalhar o outro candidato que está esperando ser chamado em seguida.


Você ainda pensa em estudar para concurso?


Sim. Ainda gostaria de passar em um concurso da carreira fiscal.


Tem como dar algumas dicas mais para outras pessoas que estão ainda tentando conquistar sua aprovação?


Tenha foco, controle a ansiedade, não pare de estudar para não sair da fila da aprovação. Se parar você volta para o final da fila.

Não desanime nunca. Busque motivação sempre e nunca perca sua fé em Deus

Não espere o mellhor momento para começar porque isso nunca vai acontecer. Tem que ser agora e somente parar quando passar.


Tem muito mais gente que passou por aqui e atingir seus objetivos

#Aquisefazaquisepassa